MARACATU BRASIL

Ritmos brasileiros e universais. Cursos, oficinas e instrumentos musicais. Facebook

 
 
 

02/05/2016 Workshop de ritmos Afro-brasileiros para BATERIA com Tito Oliveira

Data: 4 de Maio de 2016
Horário: 18 às 20h
Valor: R$ 20,00
Local: Maracatu Brasil | Rua Ipiranga N 49, Laranjeiras
Inscrições: (21) 2557-4754 | secretaria@maracatubrasil.com.br

Tito Oliveira, baterista baiano autoditada, através de suas experiências, estudos,vivência musical dividindo palco com importantes percussionistas baianos e o fascínio pelo universo percussivo afro-brasileiro e afro-baiano, ele traduziu a sua maneira de sentir e interpretar os ritmos e os tambores: o RUM,o RUMPI e o LÉ para a bateria numa intimidade singular. Afim de transmitir o seu fazer, Tito lançou o livro “Ritmos afro-brasileiros na bateria” em 2014 e está em turnê ministrando workshops interativos por todo Brasil. Tito Oliveira é colaborador da Revista Moder Drummer Brasil, desde Julho 2015. ! ! Sobre o Livro: O livro, com suas transcrições claras e precisas é um recurso útil para a imensa rede de compositores, intérpretes, instrumentistas, arranjadores e produtores do cenário musical mundial. O livro se divide em quatro partes, nelas estão alguns dos ritmos do universo afro-baiano: Vassi (em 12/8 e 9/8) , Ijexá (em 4/4 e 7/8), Aguerê (em 4/4 e 5/4) e Sambas , sendo que o Samba esta dividido em Kabila, Samba-de-roda e Samba Reggae. Foram enfatizados os exemplos em diferentes seções para maior compreensão da clave de cada ritmo proposto no livro, com adaptações da percussão para a bateria. Os textos são concisos e bilingues, pois o foco são os grooves escritos de forma bastante clara. O CD traz os áudios desses grooves. As ultimas páginas do livro,apresentam algumas composições do maestro Letieres Leite e do músico Marcos Bezerra, em forma orquestrada, para a aplicação das claves abordadas para outros instrumentos como: flauta,trombone, violão, piano, guitarra, baixo, entre outros. ! ! Workshop Interativo: O Workshop assumem o papel de difundir e fortalecer a música de matriz Africana produzida localmente, permitindo aos participantes, momentos de discussão, trocas e busca por novas experiências. Tem a duração de 01h e 30min, numa aula ministrada de forma totalmente interativa, onde os participantes são convidados a experimentar, e conhecer o conteúdo através dos instrumentos como: atabaques,agogô e bateria. ! Turnês: Tito Oliveira ministra Workshops por várias cidades brasileiras e em 2015, fez sua primeira Turnê pelos EUA: Em Boston na Berklee, Ma 2assachusttes na 247 In Winchester e em Nova York na New york University.

About the venue

 

20/04/2016 Oficina intensiva de Congas e Timbales com Miguel Cortes

Pela primeira vez no Rio de Janeiro, o percussionista Chileno, Miguel “masacote” Cortes, para realizar oficinas intensiva de Congas e Timbales, em grupos ou individual. Vagas limitadas! Percussionista da nova geração, endorcer internacional da marca MEINL Percussion. Formado pela universidade de Arcis(ExSCD) Tendo como seu mestre, DAVID “LA MOLE” ORTIZ e também estudou com: ROBERT QUINTERO, RICHIE FLORES, ORLANDO POLEO entre outros. As Oficinas serão realizadas do dia 27 ao dia 29 de abril. WORKSHOP na sexta dia 29.

 

 

19/04/2016 Vivência da cultura indígena na Maracatu Brasil com índios da tribo Fulni-ô

O evento ” Vivência da cultura indígena na Maracatu Brasil com índios da tribo Fulni-ô ” é um evento beneficente em comemoração ao dia do Índio (19 de Abril) com intuito de ajudar a tribo dos Fulni-ôs estabelecida em Águas Belas, Pernambuco.
Ao longo dos meses de Março à Maio alguns membros da tribo tem a responsabilidade de viajar pelo Brasil arrecadando fundos para manter as famílias que vivem na aldeia.
O índio guerreiro Tafke-â Cruz, um dos organizadores do evento, vem ao Rio de Janeiro desde sua adoslescência para difundir a cultura índigena em escolas, realizar cerimônias e rituais de cura e vender artesanatos.
Nossa ideia é que todos tenham oportunidade de conhecer e vivenviar alguns dos principais aspectos da cultura índigena.
As atividades conduzidas por alguns índios acontecerão de forma simultânea em diferentes ambientes por onde os participantes poderão transitar livremente.

Atividades:
– Contação de histórias e lendas indígenas
– Conceitos da medicina indígena
– Pintura corporal
– Percussão e cânticos indígenas
– Danças da Águia (visão), Búfalo (determinação), Peixe (prosperidade), Vento (liberdade)
– Exposição e venda de artesanatos

Data: 21 de Abril
Horário: 15 às 19h
Local: Maracatu Brasil – Rua Ipiranga No 49, Laranjeiras

Inscrições:
Valor: R$ 60,00
Pagamento na sede da Maracatu Brasil em dinheiro ou depósito em conta bancária
Bradesco
AG: 447
C/C: 88313-1
Maracatu Brasil
CNPJ: 03.965.310/0001-39
Favor enviar comprovante para:
secretaria@maracatubrasil.com.br

Dúvidas e informações:
André Goffi (21) 97113-2709
andre@maracatubrasil.com.br
Telma Villela (21) 99633-9834
telmareg5@gmail.com

 

15/12/2015 Natal Solidário Maracatu Brasil+ Feira Gastronômica Coro Come

natal_solidario

 

Dia: 19 de dezembro de 2015 | Horário: Das 13h às 21h
Local: Rua Ipiranga, 70 | Entrada franca

Arrecadaremos livros e brinquedos para o natal das crianças da Creche da Coreia – Teresópolis

A Maracatu Brasil inicia a celebração dos seus 15 anos na 13ª edição do evento Natal Solidário, nesse ano contaremos com as apresentações dos grupos que fazem parte do quadro da escola + Feira Gastronômica Coro Come com seus expositores + DJ Ricardsom (DJ da DiscoZeca tocando viníl), numa festa para amigos, foliões e familiares.

CRONOGRAMA DAS APRESENTAÇÕES:
13H – Cordão do Boitatá
13H30 – Tum Tá Que Tá (Bloco de Pandeiros)
14H – Portadores do Ritmo
14H30 – KŌMYŌ (Tambores Japoneses)
15H – CaBloco Muderno
15H30 – Thriller Elétrico
16H – Agytoê
16H30 – Terreirada Cearense + Pernas de Pau
17H – OPÃ (Orquestra de Percussão Amazônica)
17H30 – ESTRATÉGIA
18H – BATUQUEBATO & A ROCHA
18H30 – TAMBOR CARIOCA
19H – RIO PANDEIRO
19H30 – PERCUSSÃO DA MARÉ
20H – TAMBORES DE OLOKUN
20H30 – RODA DE SAMBA
EMPOLGA ÀS 9 – HORÁRIO SURPRESA! rs

FEIRA GASTRONÔMICA CORO COME:
Lanches, sanduíches, pratos feitos, doces, comida vegetariana e vegana. Os pratos servidos custam até R$20,00.
A seleção dos expositores e os valores cobrados para participação são de responsabilidade da CORO COME
+ infos para expor: camila@corocome.com.br
Mais informações:
(21) 2557-4754 | (21) 97113-2709
secretaria@maracatubrasil.com.br
www.maracatubrasil.com.br

 

 

01/10/2015 CURSO INTENSIVO DE BATERIA DE ESCOLA DE SAMBA

Curso intensivo de Bateria de Escola de Samba com os MESTRES FOLIA e MARFIM

Aula inaugural: 2 de Agosto

Horário: 15 às 18h

Instrumentos: Surdo, Tamborim, Caixa, Repique, Chocalho e Cuíca
(não é necessário ter instrumento)

Duração: 4 meses (Agosto à Novembro)

Mensalidade: R$ 165,00

Plano 4 meses: R$ 440,00 (à vista ou 4x cheque ou cartão)
Matrícula: R$ 50,00 (Isenção de taxa de matrícula para os alunos que aderirem ao Plano 4 meses à vista)
Local: Escola de Música Maracatu Brasil
Rua Ipiranga No 49 – Laranjeiras

Sobre o Intensivo:
Utilizando os instrumentos tradicionais da bateria de escola de samba, o Intensivo tem o objetivo de preparar os alunos para em Novembro todos estarem aptos a fazer parte da Bateria do Bloco A Rocha ou para participar do carnaval fazendo parte de uma bateria.

Unidos pelo samba. Mestre Folia e Mestre Marfim, pai e filho, nasceram e cresceram juntos no mundo do samba. Folia é mestre de diversos blocos do Rio como Laranjada, Arteiros da Glória, Tá pirando pirado pirou, entre outros. Bruno Marfim é diretor de bateria do Salgueiro e Batuque digital. Repique da São Clemente e Imperatriz Leopoldinense, também está a frente como mestre de alguns blocos do Rio como A Rocha da Gávea e Suvaco de Cristo.

 

01/07/2015 Curso Intensivo de Repique Brasileiro

com Gabriel Policarpo

Segundas 20:30h

Valor: R$ 200,00

Vagas: 20

Nível: Iniciados no instrumento

Sobre GABRIEL POLICARPO:

É percussionista, primeiro repique da Escola de Samba GRES Viradouro e

idealizador do grupo de percussão Batuquebato.

Referência como solista no mundo do samba, Policarpo é um mestre dos ritmos

aplicados aos instrumentos de bateria de Escola de Samba tendo desenvolvido

seu próprio método de ensino chamado “Bossa da Mão”, método este que aplica

nas muitas oficinas que dá pelo Brasil e pelo mundo. Sua proposta didática se

aplica nas aulas e na preparação de alunos que se apresentam em importantes

eventos culturais e desfiles na cidade do Rio de Janeiro.

Gabriel nasceu no ano de 1984 e aos 13 anos de idade começou a tocar na

Escola de Samba Viradouro. Em apenas dois anos de Viradouro, assumiu o lugar

de primeiro repique da bateria e iniciou seus estudos musicais e pesquisas sobre

ritmos. Em função do seu talento o músico já tocou com grandes nomes da música

Brasileira e se apresentou no palco mundo do Rock in Rio 3 para um público de

mais de 200 mil pessoas a convite da banda Guns n’ Roses.

Gabriel ao lado do músico Bernardo Aguiar formaram no ano de 2009 o Pandeiro

Repique Duo projeto que coloca lado a lado o virtuosismo do pandeiro e do

repique extrapolando suas origens regionais. O resultado é uma sonoridade sem

limites já aplaudida em diversos shows e workshops pelo Brasil, países da África,

Europa e America do Sul. Em 2011 gravam dois CDs, um duplo com participações

especiais de Yamandú Costa, Nicolas Krassik, Marcos Suzano, Carlos Malta e

Mestre Ciça.

O Duo desenvolveu oficinas em diferentes festivais, grupos musicais e

universidades de música pelo mundo como: The Juilliard School of Music (NY),

The Philadelphia University of Arts, City University London, Kopenhagen Rytmisk

Konservatorium, Aarhus Royal Academy of Music, Dhow Countries Music

Academy Zanzibar.

 

07/06/2015 Lançamento do DVD do Mestre Camarão

salatiel_camarao

Lançamento do DVD do Mestre Camarão com pocket show de Salatiel D’ Camarão
Dia / Horário: 14 de Junho de 2015 – 14h
Local: Escola de Música Maracatu Brasil
Endereço: Rua Ipiranga N 49 / Laranjeiras

Em comemoração aos 68 anos de carreira de Mestre Camarão será lançado o DVD intitulado “Mestre de um Brejo distante” que conta com participações de Geraldinho Lins, Beto Hortis, Thaís Nogueira, Josildo Sá e de seu parceiro e filho Salatiel D’ Camarão.

Reginaldo Alves Ferreira nasceu no dia 23 de junho de 1940, no distrito chamado fazenda velha, pertencente a cidade de Brejo da Madre de Deus. Começou a tocar com 6 anos de idade tem uma discografia que contabiliza em 31 discos, sendo 18 – long plays “vinil”, 4 – compactos, 3 – 78 rotações e 6 CD ‘s. Intitulado Patrimônio Vivo de Pernambuco através do Governo do Estado de Pernambuco em 31 de Janeiro de 2006, chegou a trabalhar com Luiz Gonzaga (que depois de seu pai foi o seu maior ídolo), Marinês, Dominguinhos, Genival Lacerda, Trio Nordestino, Ary Lobo e outros.
Foi pioneiro com a primeira banda de forró em 1969, que chegou a gravar na RCA Vitor (em 1969 e 1970) produzido por Luiz Gonzaga; Também foi pioneiro em orquestra sanfonica, regendo a primeira do gênero em Pernambuco na cidade de Caruaru em 1992. Mestre Camarão lançou vários artista no mercado fonográfico, foram eles: Azulão, Joana Angélica, Ovelha, Deo do Baião, Sandro Rogério entre outros.
Criou a Escola de “Acordeon de Ouro” (criada em 1994) passa sua experiência para novos profissionais o que aprendeu durante sua vida. Hoje temos profissionais que passaram pela batuta do Mestre Camarão, São eles: Marquinhos Café, Rinaldo Oliveira (músicos de Santanna), Cezzinha, Sandro (músico de Alcimar Monteiro) Pernalonga (músico de Genival Lacerda) Tagino Goldin dentre outros.

 

07/06/2015 Curso 12 horas com O Passo

Curso 12 horas com O Passo – Professor Lucas Ciavatta
(exercícios d’o Passo, folhas d’o Passo, percussão e canto)
Professor: Lucas Ciavatta
Data: 13 e 14 de Junho de 2015
Local: Escola de Música Maracatu Brasil
Endereço: Rua Ipiranga N 49 / Laranjeiras
Valor: R$ 300,00
Inscrições:
Depósito bancário:
Banco do Brasil –
Agência – 3.100 – 3
C/c – 6.174 – 3
Pagamento pelo PayPall:
www.opasso.com.br/paypall_12horas.html
Maiores informações e envio de comprovante para:
contato@opasso.com.br

www.opasso.com.br
www.maracatubrasil.com.br

 

28/04/2015 TCHÁ DEGGA DA (RUDIMENTOS)

COM JOHN GRANT

SEGUNDAS 15H | QUARTAS 15H

MENSALIDADE: R$ 165,00

O Tchá Degga Da foi fundado em 2005 pelo instrutor norte-americano John Grant que desde então passa todos os seus conhecimentos e estudos da percussão rudimentar para seus componentes de todo o Brasil através de acampamentos em várias cidades e estados. Como objetivo principal, o ‘Tchá Degga Da’ quer espalhar seus conhecimentos pelo Brasil e expandir os estudos da percussão rudimentar a crianças, jovens e adultos preparando-os para representar o Brasil pela primeira vez no Campeonato Mundial de Percussão Rudimentar que ocorre nos EUA todo ano (WGI). Hoje o grupo é conhecido dentro e fora do país como a Seleção Brasileira de Percussão Rudimentar.

Atualmente o grupo trabalha com componentes de 14 estados brasileiros e não possui sede ou patrocínio para ajudar este projeto. Tornou-se uma ONG em fevereiro de 2011 com ajuda de nosso presidente Tyler Ellison e sua esposa Kimie Ellison. O grupo se sustenta através da ajuda de seus próprios componentes, familiares e de seu diretor John Grant e amigos.

O grupo aplicou um Workshop no ‘Conservatório de Música de Tatuí’ que durou 3 dias, participou de entrevistas na TV Fronteira, Rede TV(programa Manhã Maior) e TV TEM(programa Revista de Sábado) , já esteve no programa ‘Qual o Seu Talento’ do SBT por duas vezes, programa ‘Se Vira nos 30′ do Domingão do Faustão(Globo), recentemente participou do Carnaval de SP 2013 juntamente a bateria da Sociedade Rosas de Ouro.

JOHN GRANT

Nascido no estado de Utah – EUA

John começou a ingressar sua carreira musical com aulas de piano clássico aos quatro anos de idade. Seus pais sempre o incentivaram.

Descobriu seu talento e paixão pela percussão ainda criança e escolheu estudar bateria. Desde pequeno John admirava seu irmão mais velho tocar bateria. John sempre esperava ele sair de casa para treinar bateria tentando de tudo para que seu irmão não percebesse.

John foi bolsista de música na Universidade de North Texas, Denton, Texas, EUA em 1994-1995;

Universidade de Utah, Salt Lake City, Utah, EUA em 1993-1994 e completou seus estudos secundários em Pleasant Grove High School, Pleasant Grove, Utah, EUA em 1991-1994.

John começou sua carreira em Drum Corps em 1993, onde tocou na linha dos bumbos nos “Marauders Drum and Bugle Corps” e no ano de 1994 tocou caixa.

Em 1996, John tocou com “The Blue Devils Drum and Bugle Corps” Concord, Califórnia–EUA.

Foi Campeão Mundial de Drum and Bugle Corps como integrante na linha de caixas.

John foi Campeão Estadual como Professor de Percussão durante quatro anos seguidos: Colégio Pleasant Grove High School, Utah, EUA no ano de 1995 e no Colégio American Fork High School, Utah, EUA em 1996, 97 e 98.

John esteve com a Seleção Brasileira de Percussão rudimentar,Tchá Degga Da se apresentando no Conservatório de Música de Tatuí -São Paulo, 0nde ocorreu um workshop com o Tchá Degga Da e John fez um solo de caixa e arrancou aplausos e gritos da platéia de músicos no Conservatório de Tatuí.

John levou o grupo ‘Tchá Degga Da’ no Programa de televisão “Qual é o Seu Talento?” do SBT onde foram Semifinalistas, particibou de uma entrevista no programa “Manhã Maior” da Rede TV, participou do “Se Vira nos 30″ do programa do Domingão do Faustão e TV TEM de Sorocaba – Revista de Sábado.

John tem uma extensa formação profissional na construção de instrumentos de percussão, entre eles, baquetas, tambores de percussão e teclados como marimbas, xilofones, vibrafones e glockenspeils. Trabalhou na construção de instrumentos de algumas fábricas consideradas de grande qualidade no mercado de produção de instrumentos como Marimba One em Califórnia, EUA 1999-2001; Jog Instrumentos Músicais em Rio Claro, São Paulo 2002-2006; KHS em Tianjin, China 2009-2010. John foi o primeiro presidente do DCB (Drum Corps Brasil).

Além do projeto Tchá Degga Da, John lecionou em: Kadoudal Drum and Bugle Corps- Quiberon, France 2011 Madison Scouts Drum and Bugles Corps- Madison, Wisconsin EUA 2007-2008 Freelancers – Sacramento, California, EUA 2007-2008 Troopers Drum and Bugle Corps, Wyoming, EUA 1998 American Fork High School, American Fork, Utah, EUA 1996-1998 Utah Valley University, Orem, Utah EUA 1996 Pleasant Grove High School, Pleasant Grove, Utah, EUA 1995 Lehi High School, Lehi, Utah, EUA 1994 No Brasil: Rosas de Ouro – São Paulo 2012 – 2013 Banda Marcial Municipal de Sorocaba 2011-2012 Dom Ótom Mota – Rio de Janeiro – 2009 Lyra de Mauá- Mauá, São Paulo 2004-2007 Famuta- Taubaté, São Paulo 2004-2007 Progresso Drum and Brass Corps- Guarulhos, São Paulo 2004-2007 Santa Isabel, São Paulo 2004-2007 Flórida Paulista, São Paulo 2004-2007 Banda de Louveira, Louveira, São Paulo 2004-2007

Site: drumline.com.br/

 

27/04/2015 Percussão e Dança Africana

Dia / Horário:

6as 19h – Percussão

6as 20:30h  – Dança

Duração: 3 meses (Maio a Julho de 2015)

Mensalidade: R$ 165,00

Matrícula: R$ 50,00

 

 

12/04/2015 Mestre Gabi Guedes

GabiGuedes

Workshop de Percussão Afro Religiosa com o Mestre Gabi Guedes naMaracatu Brasil
Dia / Horário – 24 de Abril das 19 às 22h
Dia / Horário – 25 de Abril das 18 às 21h
Valor: R$ 50,00 1 dia / R$ 80,00 2 dias
Vagas limitadas: 40 pessoas
Local: Escola de Música Maracatu Brasil
Endereço: Rua Ipiranga N 49 / Laranjeiras

A Maracatu Brasil em parceria com Vozes de Farafina através da produtora Kety Kim, da continuidade a série de Workshops que serão promovidos na escola com o intuito de ampliar e facilitar a ponte entre mestres e interessados na cultura afro-brasileira.

Sobre o mestre:
Gabi Guedes é sem dúvida uma das maiores referências do universo afro religioso e da percussão brasileira, cresceu ao lado da famosa líder religiosa a Ialorixá “Mãe Menininha do Gantois”, aos 10 anos iniciou os estudos de percussão com os Alabês: Vadinho, Hélio, Dudu e Edinho Carrapato (Terreiro do Gantois). Acompanhou grandes artista como Armandinho, Margareth Menezes, Paulo Moura, Raimundo Sodré, Jimmy Cliff, Oneness Band, The Wailers Band, Majek Fashek, entre outros. Atualmente faz parte da Orkestra Rumpilezz e é professor de percussão afro religiosa no CFA (Centro de Formação em Artes da FUNCEB).

VÍDEOS: https://www.youtube.com/results?search_query=orkestra+rumpilezz

Inscrições ou maiores informações:
Maracatu Brasil II
(21) 2557-4754
secretaria@maracatubrasil.com.br

Kety Kim
(21) 98029-6499
ketykim7@gmail.com

APOIO: HOSTEL IN RIO
http://www.hostelinriobrazil.com.br/

 

 

12/04/2015 Lucas Ciavatta

pass

12 HORAS COM O PASSO – RIO DE JANEIRO – ABRIL 2015
(exercícios d’o passo, folhas d’o passo, percussão e canto)
com Lucas Ciavatta

data 25 e 26 de abril (sab. e dom.)
hora 9h30-12h30 / intervalo / 14h-17h
local Maracatu Brasil
end Rua Ipiranga, 49 – Laranjeiras
tel (21) 2557-4754

preço até 17 de abril R$260
preço a partir de 18 de abril R$300

inscrições
– mande uma mensagem para contato@opasso.com.br para reservar sua vaga;

– faça um depósito na conta de Lucas Ciavatta P. Franco (Banco do Brasil / Ag 3.100-3 / Cc 6.174-3)
ou
pague com PayPal (www.opasso.com.br/paypal_12horas.htm)


– envie o comprovante para contato@opasso.com.br e aguarde a confirmação da sua inscrição.

veja outros cursos em nosso site www.opasso.com.br/pt_cursos.htm

 

 

12/04/2015 Mestre Afonso

afonso

Em abril teremos a honra de receber no Rio de Janeiro o mestre Afonso Aguiar, babalorixá, mestre e presidente do Maracatu Leão Corado, para dois dias de oficinas na Maracatu Brasil.

Fundado em 1863, o Maracatu Leão Coroado completou 150 anos ininterruptos de resistência, luta, contribuições para a história, a cultura e o carnaval pernambucano, sendo, por isso, considerado Patrimônio Cultural Vivo e símbolo da resistência negra do estado de Pernambuco.

A oficina será aberta a batuqueiros e batuqueiras de maracatu e percussionistas em geral e vai focar nas técnicas e instrumentos de maracatu de baque virado, em especial o Leão Coroado.

————————–——————
Datas: 11 e 12 de abril de 2015
Horário: 15h às 18h
Valor: R$40 (1 dia de oficina) / R$70 (2 dias)
Local: Maracatu Brasil – Rua Ipiranga, 49 – Laranjeiras – Rio de Janeiro

Inscrições e Informações
oficina@tamboresdeolokun.com.br
tel. 21. 98106.0548

*** VAGAS LIMITADAS ***

Realização: Tambores de Olokun
Apoio: Maracatu Brasil

 

12/04/2015 Oficinas Itinerantes

A Multifoco Música é o resultado da parceria da Multifoco Editora, com as oficinas da Escola de Percussão Maracatu Brasil.
O espaço musical além de aulas particulares de instrumentos, estúdios de ensaio e gravação, terão algumas das Oficinas Itinerantes da Maracatu Brasil.
Programação com início em Maio
2as
Oficina: Tambor Carioca
Professores: Sérgio Conforti e Patrícia Mauro
Horário: 19h
3as
Oficina: Roda de Samba
Professores: Fabiano Salek e Pedro Monteiro
Horário: 19h
4as
Oficina: TumTaQueTa (Pandeiro)
Professora: Clarice Magalhães
Horários: 17:30h e 19h
5a
Oficina: Ritmos Latinos (Congas & Cajon)
Professor: Fabricio Reis
Horário: 19h
6as
Oficina: Candomblé Ketu & Angola
Professor: Ogan Douglas
Horários: 18h e 19:30h
INSCRIÇÕES OU MAIORES INFORMAÇÕES:
(21) 2252-3846
Local: AV. Gomes Freire, No 367, 2o andar / Centro

Mais sobre a parceria:

A Multifoco é uma editora de livros no coração da Lapa que revolucionou o mercado editorial com um sistema de produção que viabilizou a publicação de milhares de títulos.
A empresa e seus muitos braços ocupam 3 endereços vizinhos: um escritório com gráfica própria, um bistrô com palco para shows e festas, e agora um espaço musical com estúdio para oficinas e gravações batizado de Mulitfoco Música.
As oficinas musicais deste espaço serão realizadas em parceria com a Maracatu Brasil, convidada por nós para coordenar essas aulas.
Pioneira no ensino especializado de percussão no Brasil, a escola se torna referência nacional e internacional ao democratizar o acesso à cultura musical muitas vezes restrita aos guetos.
Inaugurada em 2000 por Claudio Diegues e Guto Goffi, baterista fundador do Barão Vermelho, a escola nasce com o propósito de ser um espaço livre e democrático onde seus mestres possam expressar sua arte e conduzir oficinas que representem suas tradições.
A Maracatu Brasil se especializou em auxiliar seus professores a transformar o conhecimento oral em conteúdos pedagógicos simples e de fácil aprendizado.

 

20/02/2015 Roberto Kauffmann

ACORDEOM E TECLADO

OBJETIVOS

Criar uma relação de sintonia e prazer com o instrumento, através da execução de canções do repertório de preferência do aluno, caminhando aos poucos em direção a peças mais rebuscadas.

Aprendizado e identificação dos diferentes estilos da música popular e suas características rítmicas e melódicas.

Desenvolvimento da percepção musical (rítmica, melódica e harmônica).

Conhecimento da harmonia funcional através da analise das peças do repertório do aluno e de exercícios específicos propostos em aula.

Identificação e conhecimento das diferentes funções que o instrumentista pode desenvolver dentro das diversas formações.

Improvisação.

A leitura de cifras e da partitura tradicional, dependendo da demanda do aluno.

ROBERTO KAUFFMANN

Começou seus estudos musicais pela bateria, tendo estudado com Roberto Rutigliano, Marcio Bahia e Xande Figueredo. Foi aluno das Oficinas de Música Universal de Itiberê Zwarg por sete anos, gravando bateria e teclado no disco patrocinado pela Petrobrás. Como baterista, integrou o grupo de música instrumental brasileira Acuri com quem venceu de diversos concursos e e gravou o álbum Infância (aonde também gravou cavaquinho). Em 2009 o Acuri esteve em turnê pela Índia e Sri Lanka. Trabalhou em vários musicais, dentre eles Gota d’agua e Os Mamutes, e acompanhou artistas como Monique Kessous, Mig Martins, Fran Sartori, Elohin Seabra, Bondesom, Mohandas e Noites do Norte entre outros. Estudou violão com Benardo Ramos, piano com Vitor Gonçalves e José Welington e percussão afrolatina com José Izquierdo. Em março de 2013 esteve em Cuba pesquisando essa matéria e estudando o piano cubano com a professora Marieta Gonzalez.

Participou como percussionista, tecladista e arranjador do grupo Orquestra de Conga, que se apresentou diversas vezes no Rio de Janeiro.

Atualmente é tecladista do grupo Mano a Mano realizando bailes semanais de salsa na Lapa a quase dois anos.

Toca desde o final de 2012 com grupo de forró Caramuela, que vem realizando bailes em todo estado, e que esteve em 2013 em turnê por França, Inglaterra e Portugal, tocando nas mais importantes casas do circuito de forró da Europa.

É bacharel em arranjo pela UNIRIO e foi professor da disciplina “Música processos e modalidades” na UERJ em 2012.

 

 

20/02/2015 Constanza Piekarz

VIOLINO

O curso é pra os iniciantes o pra quem já tiver um conhecimento prévio do instrumento.

PARA OS INICIANTES

Quem esteja começando poderá se aproximar aos elementos principais que compõem o ato de tocar violino. Um instrumento com 500 anos de historia. A física do tocar. O prazer de sentir-lo sonar. Esfregar o arco nas cordas e conseguir o som próprio. As propriedades técnicas e expressivas de cada mão. Junto a um formato de pratica que ajudará ao aluno a entender como funciona a harmonia do instrumento.

QUEM JÁ TIVER UM CONHECIMENTO PREVIO

Nesse caso as aulas estarão focalizadas em estudos relativos ao interesse musical do aluno. Assim se for erudito como também de tipo popular (rock, jazz, blues). Afinação, som, ritmo, expressividade, vibração, dinâmica, e improvisação serão os principais objetivos da pratica.

SOBRE A PROFESSORA

Constanza Helena Piekarz (Buenos Aires, Argentina, 16/10/1985) é violinista, cantora, compositora, e desenhista profissional formada em sua cidade de origem.

Começo seus estudos de violino aos 13 anos. Inicio se com o professor Pablo Aznar, um dos principais interpretes de violino em musicas folclóricas Argentino. Depois continuo durante quatro anos com estudos específicos de musica eruditos, junto ao maestro Alejandro Schaikis, segundo violino da orquestra sinfônica nacional argentina. A continuação, identificando seu interesse pessoal por o rol do instrumento em musicas popular como o Rock e o Jazz, e precisando de uma visão mais amplia em respeito à improvisação, entro em contato com o professor Ezequiel Moyano. Violinista de amplia formação, interessado em estudos derivados da forma de tocar do famoso violinista Frances Stephane Grappelli.

Constanza Piekarz formou parte da escena musical underground de Buenos Aires e hoje continua se desenvolvendo como musicista, procurando uma linguagem e estilo pessoal.

 

20/02/2015 Alexandre Valladão

Guitarra

Começou a tocar violão aos 7 anos de idade, passando para a guitarra aos treze anos.

No início dos anos 80 começa a estudar na Pró-Arte com o professor Gaetano Galifi (Kay), com o qual fez o curso completo de guitarra. Estudou violão clássico no Conservatório Brasileiro de Música. Estudou também harmonia funcional e análise melódica com o professor André da Escola Zimbo Trio e com Glauton Campello (músico Berkley – USA).

Como músico de estúdio trabalha há trinta anos, tendo gravado com vários artistas da MPB.

Tocou nas bandas Frutos da Cidade, junto com Kay Galifi, Pó-de-guaraná, Grupo Instrumental Mosaico, junto com os componentes do Bacamarte, Ana Duá, Marcos Monteiro (RCA), Rogério Leão, Embromation Society, Metamorphose, India Tiso (Wagner Tiso). Gravou com a banda Congala (Peninha Barão Vermelho). Produziu e tocou no CD Indiana Blues de Celso Blues Boy, foi produtor junto com Frejat do cd de Gaetano Galifi, produziu o cd de Índia Tiso, Congala e tocou na Maracatu Jam. Atualmente toca com a banda Teto Preto, que acaba de gravar o seu primeiro CD ao vivo e terminou a gravação de seu primeiro cd “Janela Aberta”, instrumental que conta com as participações especiais de Frejat, Toninho Horta, Otávio Rocha, Guto Goffi, Flávio Guimarães, Jorge Valladão e Glauton Campelo entre outros.

Alexandre Valladão fez ainda participações em shows com Barão Vermelho, Blues Etílicos, Big Alambique e Midnight Blues Band.

Como professor, leciona á trinta anos, tendo formado várias gerações de guitarristas tais como Fernando Magalhães (Barão Vermelho), Otávio Rocha (Blues Etílicos), Ricardo Mendes (Frenéticas e Jimmy Cliff), Lúcia Turnbull, William (Alcione e Vanessa Camargo), Flávio Guimarães (Harmonia funcional) entre outros. Leciona á 20 anos pelo Método Completo de Guitarra de Gaetano (Kay) Galifi e do Método de Mickey Baker’s, onde dá enfase à harmonia e improvisação, passando do Blues ao Jazz.

http://www.valladao.com

 

20/02/2015 Luis Destrade

PERCUSSÃO

Comencé mi vida artística en 1975 cuando estaba en el servicio militar en la unidad militar 1566 del ejército occidental Marianao cuidad habana.

Con el grupo son y rumba de dicha unidad militar participando en diverso festivales musicales del ejército militar de cuba en noviembre del 1976 participo en la misión internacionalista de Angola realizando diferente actividades musicales por diferentes unidades de cubanos y angolano.

1979 comienzo como aprendí de tambores batas con el gran maestro papo angarica en el tambor de fundamento tocando en diferentes casas santorales de la religión afrocubana.

En 1982 comienzo en el grupo folclórico del cabaret Tropicana como músico percusionista folclórico y acompañante de la gran orquesta de Tropicana.

Bajo la dirección musical folclórica del gran maestro Alfonso Aldama en el show del salón bajo las estrellas de Tropicana bajo la dirección general del espectáculo de Santiago Alfonso unos de los más grandes coreógrafos de cuba.

1987 continuo trabajando en Tropicana y con el grupo alafia iré del gran maestro luis chacon {aspirina}.

En 1988 comienzo en el horario diurno en la escuela nacional de artes como músico acompañante de clase de danza participando también en los cursos internacionales de danza que se realizaba en el instituto superior de arte {isa} y escuela nacional de arte {ena}.

1989 trabajo en el cabaret pino mar bajo la dirección artística de papo angarica y teresa espinoza.

1990 regrezo a Tropicana hasta el 2005.

En dicha compañía de Tropicana realizo diferente giras internacionales por diverso países como España, Alemania, Francia, monte Carlos, Inglaterra.

2005 comienzo a vivir en Brasil donde es tenidos participación especiales con el grupo de seca de trombón Daisy da cruz y mano a mano y con Fernando leo bornet con los tambores bata de fundamento.

 

20/02/2015 Joás Santos

DJEMBE E INSTRUMENTOS AFRICANOS

Nasceu em Recife, onde através da capoeira e do samba, conheceu a percussão.

Regeu o bloco Afros durante 10 anos em Paulista – PE.

Em Olinda,no ano de 2000 estudou no “Centro de Criatividade Musical de Olinda”, onde começou a conhecer os ritmos africanos.

Tocou com: Tonami Dub, Andrew Tosh, Monte Zion, Roberto Isaias de Angola, com a Africana Alfa Petulay, Brasáfrica.

No Rio de Janeiro gravou com o grupo Digital Dubs, o álbum “Brasil Riddims”. Gravou também com a banda Cidade Negra, com Ras Bernardo, Dubkasm da Inglaterra, Monte Zion, Dubterian, Andre Sampaio & Os Afro Mandinga entre outros.

Fez turnê com: Pato Banton , Monte Zion, QG Imperial, Digital Dubs, Ras Bernardo.

Estudou percussão Africana com:Mestre Halley Dominic, Tiago Echebeste, Luis Kinugawa, Diórgenes Junäy, Axel Lecourt, Morgan Stem, Stefane Moulin entre outros Djembefolas.

Além de dar aulas de percussão Malinke é pesquisador de instrumentos africanos como tama, kalimbas, balafon e outros.

Veja mais: www.myspace.com/joassantos

 

20/02/2015 Clarice Magalhães

COM CLARICE MAGALHÃES

SEGUNDAS 19H (AVANÇADOS) | SEXTAS 19H (INICIANTE)

Mensalidade: R$ 165,00

Matrícula: R$ 50,00

Duração: 6 meses (Janeiro à Junho 2015)

SOBRE A TURMA DE INICIANTES

Para os iniciantes no instrumento, as aulas tem como objetivo praticar e desenvolver a técnica básica do pandeiro brasileiro, através de exercícios que desenvolvem a mecânica necessária para o instrumento. Os alunos aprenderão também uma grafia própria para o pandeiro, lhes dando suporte teórico para que possam memorizar os ritmos e estudá-los em casa.

SOBRE A TURMA DE AVANÇADOS

Para os que já tocam pandeiro, exercícios e

 

20/02/2015 Rui Lessa Junior

BATERIA

Carioca da Gema, o baterista Rui Lessa Junior, iniciou seus estudos em 2001, tendo mestres como : Eliseu Mendes, Jorge Casagrande, Guto Goffi e Plínio Araújo.

Iniciou sua carreira musical na Primeira Igreja Batista em Lins, onde foi membro do Ministério de Louvor até meados de 2010, tendo acompanhado o Coral Exultação, artistas como Isaías Mendes, Joselli Scarabellly e muitos outros. Fez parte da banda Carioca “Donna Lee” e da “Orquestra de Bateristas Jorge Casagrande”, atualmente faz parte do Expresso Blues acompanhando o artista Carlos Café.

Como professor, começou sua carreira em 2006, dando aulas particulares na igreja que frequentava. Em meados de 2010 começou a lecionar na Escola de Bateristas Jorge Casagrande, onde ficou até dezembro de 2011; atualmente leciona na Maracatu Brasil.

Possui metodologia própria, de acordo com a necessidade, interesse e talento do aluno, oferecendo curso de leitura rítmica, coordenação, independência, polirritmia, ambidestria, pedal duplo, rudimentos, ritmos brasileiros, latinos, jazz, blues, rock, pop, funk e fusion.

 

20/02/2015 Lourenço Vasconcelos

BATERIA

Lourenço Vasconcellos, Baterista, percussionista e compositor.

Formou-se bacharel em composição pela UFRJ em 2010, tendo estudado com Ernani Aguiar, Pauxy Gentil Nunes, Marco vinicios Nogueira, alem de aulas de percussão com Rodrigo Foti e Ana Letícia Barros.

Estudou bateria com Oscar Bolão e Márcio Bahia, dois dos mais importantes bateristas brasileiros. Obteve o título de mestre em música pela University of Louisville (EUA) em 2013 no curso de performance em bateria com o professor Jason Tiemann. Participou de concertos e masterclasses ao lado de grandes músicos, como Lionel Loueke, Eddie Gomes, Bucky Pizzareli, Dave Liebman e Amina Figarova. Durante os dois anos de mestrado, foi também professor assistente, dirigindo o grupo de musica brasileira e lecionando disciplinas de prática de conjunto e aulas de bateria e percussão.

Desde 2010 tem se apresentado com Egberto Gismonti e a Orquestra Corações Futuristas, composta por vários membros da Orquestra de Sopros da PróArte, com destaque para a turnê na Bélgica em novembro de 2011, dentro do Festival Europalia, e a participação no BMW Jazz Festival em 2013.

Lançou em 2011 o CD TRÊS, ao lado de Francisco Pellegrini (piano) e Lise Bastos (Contrabaixo).

Lançou em 2013 o CD “Musicas para Saudar Jorge Amado”, com a Orquestra Revelia. A Orquestra recebeu patrocínio do Ministério da Cultura para realizar uma turnê nos Estados Unidos em abril do mesmo ano. O show de lançamento no Brasil contou com participações de Carlos Malta, Ivan Lins e Egberto Gismonti.

Em maio de 2013, gravou dois discos nos EUA: “Minority Trio”, ao lado do contrabaixista José Oreta e do pianista Kendal Carter; e “Kinetic Meditations” em duo com o saxofonista Graeme Gardiner. Ambos os discos serão lançados em breve.

Atuou como músico convidado nas orquestras Petrobrás Sinfônica e Sinfônica Brasileira e participou ativamente como baterista e percussionista de vários grupos musicais no Rio de Janeiro, dentre eles a Orquestra de Sopros da Pró Arte, OSB Jovem, grupo Brasil de Cara, Daniela Spielmann Trio, Quinteto Sivuca e o trio Três, vencedor do Festival Tápias 2009.

Lourenço Dias de Vasconcellos começou a estudar música em 1997 em Brasília, na escola de bateria Mr. Groover, com o professor Ticho Lavenére, com quem teve aulas até 2001. Em 1999 ingressou na Escola de Música de Brasília (EMB), onde estudou primeiramente com Paulo Marques e finalizou o curso técnico de bateria com Cezar Borgato em 2005. Estudou piano com a professora Francisca Aquino e percussão com Welintom Vidal, na EMB.

A CONSTRUÇÃO E A DESCONSTRUÇÃO RÍTMICA, COM ÊNFASE NOS RITMOS BRASILEIROS. TRABALHO INTENSO COM VASSOURINHAS.

O objetivo deste curso é fornecer ao aluno ferramentas para a criação musical de forma relaxada e livre na bateria, como acompanhador e/ou solista. O vocabulário utilizado será em grande parte proveniente do universo musical brasileiro, mas sem de forma alguma deixar de lado outras influencias, como a música de outros países da America Latina ou o Jazz norte americano. A Didática e o material do curso podem ser adaptáveis ao nível do estudante, seja ele iniciante ou já avançado no instrumento.

Exercícios técnicos:

  • Ênfase no trabalho timbrístico. Como extrair o melhor som de seu instrumento (ou o mais adequado para cada situação) sem criar tensão no corpo.
  • Rudimentos e sua aplicação de forma musical
  • Independência dos quatro membros. Exercícios voltados para a dinâmica e o balanço entre os diversos instrumentos que compõe a bateria.
  • Leitura. Uma, duas, três e quatro vozes.
  • Escalas rítmicas: desenvolvimento de um conceito melódico na bateria. Agrupamentos de duas, três, quatro, cinco, seis, sete, oito notas ou mais.
  • Trabalho com metrônomo. Diferentes formas de estudar com ele e utilizá-lo de forma inteligente e instigante.

Desenvolvimento do vocabulário dos ritmos brasileiros:

  • Estudo e pesquisa dos ritmos e levadas: suas origens e sonoridades originais tocadas com percussão.
  • Como adaptá-los para a bateria, tentando manter ou simular a sonoridade do grupo de percussão.
  • Maracatu, Frevo, Coco, Ciranda, Baião, Xaxado, Samba, Choro, Jongo, Toques do Candomblé, entre outros.

Vassourinhas:

  • Exercícios técnicos, sonoridade e tipos de toque.
  • Adaptações de levadas com baquetas para as vassourinhas.
  • Padrões utilizados por grandes mestres, como Oscar Bolão e Márcio Bahia.
  • Trabalho voltado para que o aluno sinta-se a vontade com as vassourinhas, e possa fazer uma escolha consciente de usá-las como mais um recurso timbrístico, e não somente uma opção para tocar mais piano.

Conceitos modernos – a desconstrução dos ritmos:

  • Utilização do vocabulário já desenvolvido de uma forma mais livre. Poder causar nos ouvintes a impressão de estar tocando determinado ritmo ou estilo sem necessariamente estar fazendo-o por completo.
  • Conceito linear e melódico na construção de levadas.
  • Deslocamento das frases sobre um pulso fixo.
  • Modulações métricas.
  • Posicionamento do ritmo em relação ao pulso: atrás, no centro ou ao meio.
  • A divisão da função de “manter o pulso” com outros membros do grupo: possibilidade de flutuar o tempo.
  • Ausência de pulso ou levada: como lidar com ela sem desespero.

Tocando em grupo:

  • Interação com outros músicos e a importância de estar flexível e de ouvidos abertos.
  • Forma, harmonia e melodia: essenciais para o baterista também.
  • Saber encontrar o seu lugar, e mais importante: entender que esse lugar varia de acordo com a situação, com a musica e com o grupo que você está tocando. O baterista nem sempre deve ser apenas um mantedor do pulso.

Improvisação:

  • Diferentes abordagens. Solando sobre a forma da música, sobre uma harmonia estática, alternando-se com outro solista, solando livremente.
  • Utilização de um padrão ou levada como ponto de partida para a improvisação.
  • Utilização da melodia como ponto de partida para a improvisação.
  • Criando novos elementos.

Livros utilizados:
Syncopation – Ted Reed
Master Studies – Joe Morelo
Prática de bateria – Zequinha Galvão
Batuque é um privilégio – Oscar Bolão
Ritmos do Brasil – Eduardo Campos
The Sound of Brushes – Ed Thigpen

 

20/02/2015 Jorge Amorin

Aulas de leitura rítmica, coordenação, independência, técnicas de baqueta, ritmos brasileiros, latinos, jazz, pop, funk and fusion.

Métodos: Stick Control (George L. Stone), Syncopation (Ted Reed) e Modern Jazz (Jim Shapin)

SOBRE O PROFESSOR

Natural do Rio de Janeiro, Jorge morou durante 21 anos entre Paris, Nova Iorque, Colônia e Londres, atuando como baterista e percussionista com diversos artistas: Archie Shepp, Sivuca, Baden Powell, Graham Haynes, Dom Um Romão, Al Foster, Omar Hakim, Doudou N´Diaye Rose entre outros.

Jorge estudou e participou de workshops com Joca Moraes, Changuito, Mestre André da G.R.E.S Mocidade Independente de Padre Miguel, Anga Dias, Mestre Marçal da G.R.E.S Portela, Steve Mc. Craven (Baterista do Archie Shepp), Billy Cobhan, Jack DeJohnette, entre outros.

Jorge Amorim regressou ao Brasil em 2009, quando estava fazendo turnê pelo Maranhão e Rio de Janeiro com a cantora Rita Ferreira no espetáculo em homenagem aos 50 anos de Tom Jobim, quando decidiu se reestabelecer no Rio de Janeiro.

Atualmente, leciona na Escola de Música Maracatu Brasil, é baterista e percussionista no trabalho solo de Alexandre Gismonte e também integra o quinteto do Yuri Poppov como baterista, além de ter seu trabalho de música instrumental (Jorge Amorim e Tribo), com o qual já tem 2 discos gravados.

VEJA NO YOUTUBE

Vídeos de percussão

http://www.youtube.com/watch?v=YJ2CNUplf28
http://www.youtube.com/watch?v=e4gb8PsF-kw

Vídeos de bateria

http://www.youtube.com/watch?v=cO2w_FKqyD8

 

02/01/2015 CaBloco Muderno

COM TADEU CAMPANY E GILBERTO CAMPELLO

Dia / Horário: 3ª 19 às 20H30h

Duração: 12 meses (Março à Fevereiro 2016)

Mensalidade: R$ 165,00

Matrícula: R$ 50,00

O CaBloco Muderno é um coletivo cultural fincado em 3 vertentes; desenvolvimento social através da arte, sustentabilidade e divulgação da cultura do Pará. Seu principal universo artístico é o musical, cuja característica é misturar ritmos atuais da cena paraense aos instrumentos do samba. O mesmo vem desenvolvendo uma série de ações voltadas à realização de oficinas, shows, projetos de sustentabilidade e desfiles de rua.

 

02/01/2015 Oficina do Cordão do Boitatá

(Vagas para instrumentos de Sopro, Harmonia e Percussão)

Professores: Cris Cotrim, Kiko Horta, Mangueirinha, Rodrigo Scofield, e Thiago Queiroz

Dia / Horário: Sábados 14/17h

Aula aberta: 5 de Março

Duração: 6 meses

www.cordaodoboitata.com.br
Participe do nosso evento no Facebook!

 

24/07/2014 BATICUN

COM MARCOS SUZANO, JOVI JOVINIANO, BETO CAZES E CARLOS NEGREIROS

Baticun é um grupo de percussão, formado por grandes nomes da percussão brasileira (Marcos Suzano, Jovi Joviniano, Beto Cazes e Mestre Carlos Negreiros); criado em 1991, Baticun foi pioneiro no ensino de percussão no Rio de Janeiro, sendo pai de toda essa geração de blocos que brilham no carnaval carioca.

Professores: Marcos Suzano, Jovi Joviniano II, Beto Cazes e Mestre Carlos Negreiros

A proposta da Oficina do Baticun é trabalhar os ritmos afro-brasileiros através do universo dos instrumentos de bateria de escola de samba e da percussão em geral. 1a parte – Usaremos Pandeiro, Congas, Caxixi, Xequerê, Agogô, Atabaques, Cajon, talking drum e outros instrumentos que caibam nesse universo afro-brasileiro 2a parte – Formaremos a bateria do Bloco do Baticun utilizando o instrumental da escola de samba: Surdo, Caixa, Repique, Tamborim, Agogô e Rocar e montando o repertório para o carnaval de 2015.

 

Vídeo release da oficina:

 

 

24/07/2014 O PASSO

Curso intensivo do método O Passo na Maracatu Brasil com Lucas Ciavatta
Datas: 29, 30, 31 de Julho e 01 de Agosto
Horário: 13 às 17h
Carga Horária: 16 horas
Investimento: R$ 320,00
Público alvo: Alunos iniciantes, avançados e professores
Alunos e professores da Maracatu Brasil – R$ 270,00
Local: Escola de Música Maracatu Brasil II
Endereço: Rua Ipiranga N 49 / Laranjeiras
Vídeo release da Oficina:

Inscrições e/ou informações: producao@opasso.com.br / 2557-4754

Conta para depósito:
Favorecido: Lucas Ciavatta
Banco do Brasil
Agência: 3.100 / 3
C/c: 6.174-3

Favor enviar comprovante para producao@opasso.com.br para confirmar sua matrícula.

 

16/07/2014 Efeito Floresta Triplo PAMC [semente] (G) – PAMC

IMG_9837

Efeito Floresta Triplo PAMC [semente] (G) – PAMC – R$150,00

 

16/07/2014 Reco-reco (sem estoque)- Mestre Trambique (G)

IMG_9832

Reco-reco (sem estoque)- Mestre Trambique (G) R$160,00

 

16/07/2014 Vibra Tone (G) LP776B

IMG_9830

Vibra Tone (G) LP776B R$230,00

 

16/07/2014 Cowbell Rock Ridge Rider LP008 – Cowbell Deluxe Bongo LP206B

IMG_9820

Cowbell Rock Ridge Rider LP008 R$305,00 — Cowbell Deluxe Bongo LP206B R$280,00

 

16/07/2014 Rock Cowbell LP007

IMG_9818

Rock Cowbell LP007 R$235,00

 

03/06/2014 Percussão Árabe

COM ARTHUR KAUFFMANN

foto maracatu

Baterista e percussionista desde 1997. Em 2010, como bolsista viaja a Israel onde cursa o Rimon School of Jazz and Contemporary Music em Tel Aviv.  Lá estudou Percussão com Erez Mounk e Gilad Drobecky. Fez parte do Yair Dalal Ensemble com o maior representante da música Iraquiana em Israel. Foi convidado a participar do line-up, por ocasião de sua vinda ao Brasil, em 2012.

Atualmente desenvolve e tem se apresentado com trabalhos nos mais variados segmentos musicais, tendo como foco principal além da pesquisa e estudo aprofundado da música do oriente médio e mediterrâneo, a divulgação da arte percussiva oriental.

Têm lecionado em diversas escolas de músicas, através de cursos livres, workshops etc.

Professor: Arthur Kauffmann
Aula aberta: 6 de Junho
Dia / Horário: 6a 19h
Mensalidade: R$ 150,00
Matrícula: R$ 50,00

 

25/04/2014 OFICINA DE REPIQUE

COM GABRIEL POLICARPO

SEG 19:30H | 21H | AULA ABERTA 12/5/2014
R$ 400,00 (2x s/ juros) | 8 aulas
Oficina voltada para iniciados no instrumento

O curso de Repique tem como objetivo apresentar e praticar em grupo as infinitas possibilidades do instrumento desenvolvida pelo músico.

A metodologia aplicada nas aulas potencializa a capacidade de criação e improvisação do aluno com o instrumento além de trabalhar a linguagem do Repique tradicional.

Temas abordados

- Técnica
- Afinação
- Diferentes levadas das Escolas de Samba
- Ritmos aplicados ao Repique
- Concepção de solos
- Composição para naipes de Repiques 

O curso conta com o suporte de material didático e tem duração de 8 aulas.

Vagas limitadas!

Gabriel Policarpo

Gabriel nasceu no ano de 1984 e aos 13 anos de idade começou a tocar na Escola de Samba Unidos do Viradouro. Em apenas dois anos na agremiação, assumiu o lugar de primeiro repique da bateria e iniciou seus estudos musicais e pesquisas sobre ritmos. Em função do seu talento o músico já tocou com grandes nomes da música Brasileira e se apresentou no palco mundo do Rock in Rio 3 para um público de mais de 200 mil pessoas ao lado da banda Guns n Roses.<

Em 2009 criou o projeto Pandeiro Repique Duo com Bernardo Aguiar a partir de então atuou em diversos shows e workshops pelo Brasil e por países da África, Europa, América do Norte e América do Sul. Com o Duo lançou seu primeiro álbum que conta com as participações especiais de Yamandú Costa, Nicolas Krassik, Carlos Malta, Marcos Suzano, Mestre Ciça e o cantor tanzaniano Ashimba.” Policarpo desenvolve oficinas em diferentes festivais, projetos sociais, grupos musicais e escola de música. The Juilliard School of Music (NY), The Philadelphia University of Arts, City University London, Kopenhagen Rytmisk Konservatorium, Folklorama Canadian Festival, Aarhus Royal Academy of Music, Dhow Countries Music Academy Zanzibar são algumas universidades por onde o músico passou.

ASSISTA AO VÍDEO

 

20/03/2014 BLOCO THRILLER ELÉTRICO

COM ANTÔNIO ZIVIANI

Oficina Thriller 2016
Mestre: Antônio Ziviani
Professores: André Fernandes, Davidson Ilarindo, Elisa Sarmento, Marcello Machado, Thadeu Meira e Victória Silva
Aula aberta: 12 de Setembro
Dia / Horário: Sábado / 11:30 às 13:30h
Local: Escola de Música Maracatu Brasil
Endereço: Rua Ipiranga No 49 – Laranjeiras
Inscrições através do e-mail:
oficinathriller@gmail.com
secretaria@maracatubrasil.com.br
Maiores informações:
(21) 25574754

Mais informações do curso:
Duração: 5 meses (Setembro a Janeiro 2016)*
Mensalidade: R$ 165,00
Pacote Thriller (5 meses): R$ 825,00 (Cartão de crédito 5x sem juros) ou à vista R$ 700,00 (dinheiro, cheque ou transferência bancária) – sem taxa de matrícula
Cheques pré datados – R$ 700,00 (5 cheques de R$ 140,00)
Matrícula: R$ 50,00

*OBS. Nossa oficina terminará no dia 6 de Fevereiro, véspera do Carnaval Thriller 2016, compensando a 1ª aula do mês de Setembro.

Sobre a oficina: A oficina de percussão mais pop do Rio está de volta!

Na Oficina do Thriller, não é necessário ter experiência anterior com percussão. Durante as aulas, batuqueiros e batuqueiras veteranos dão o tom da bateria, ajudando os iniciantes a desenvolver o toque no instrumento. Além disso, nossa oficina se caracteriza por oferecer um cuidado especial com cada aluno, através da identificação de suas principais dificuldades rítmicas e propondo soluções, exercícios e técnicas específicas que propiciem ao aluno conseguir tocar os arranjos do bloco. Para isso, utilizamos constantemente o método O Passo, criado pelo educador musical Lucas Ciavatta.

E por falar em arranjo, é claro que aqui só rola Michael Jackson! Nosso bloco é exclusivamente dedicado ao repertório desse ídolo universal que sempre inspirou e continuará inspirando novas gerações. Nossos arranjos misturam diversos ritmos populares brasileiros, como samba, baião, ciranda, maracatu, marchinha – e por aí vai – harmonizando-os com as inesquecíveis canções que marcaram todas as etapas da carreira de MJ, tais como Billie Jean, Smooth Criminal, I Want You Back, Black Or White, e claro, nossa música tema, título do disco mais vendido de todos os tempos: Thriller!

A Oficina Thriller conta com uma equipe completa, oferendo um instrutor para cada instrumento: marcação (surdos de 1ª, 2ª e 3ª), repique, caixa, agogô, tamborim e chocalho. As aulas são dirigidas pelo maestro Antônio Ziviani, pianista, arranjador e educador musical licenciado pela Unirio. A equipe é composta por profissionais de alta qualidade e com vastíssima experiência em batuque e carnaval! Nas aulas ainda contamos frequentemente com o brilho dos nossos músicos oficiais do bloco, que dão aquele retoque especial aos nossos arranjos.

SAIBA MAIS: Thriller no Facebook

 

 

20/03/2014 LIVE PERCUSSION (RITMOS BRASILEIROS COM BASES ELETRÔNICAS)

COM NILSON BATATA

SEXTAS 19H | R$ 150,00 MENSAL

Ritmos brasileiros aliados a loops dando um formato de grooves brasileiros eletônicos, que nascem da pele da percussão e se somam aos teclados digitais, criando um clima lounge com liberdade, sentimento e estilo.

Faremos uma interação entre samba, xote, baião, maracatu, ijexá a loops e samples eletrônicos de David Guetta, Astrix, Minnie Mauer, entre outros.

SOBRE O PROFESSOR

Nilson batata tem diversas influências musicais em sua formação, desde as origens afro-brasileiras, tão marcantes por ser natural da Bahia, até a integração da percussão com a música eletrônica.

Estudou teoria e percepção musical com Bohumil Méd (trompetista soviético), professor de música da universidade de Brasília e bateria com Pascoal Meirelles, em 1998, e com Carlos Bala, em 1999, no curso internacional de verão na escola de música de Brasília.

Em mais de 10 anos de carreira conquistou grande projeção no Brasil, tocando com inúmeros artistas: Gilberto Gil, Hermeto Pascoal, Stanley Jordan, Arthur Maia, Leo Gandelman, entre outros.

SAIBA MAIS

Saiba mais:

Site: http://www.nilsonbatata.com.br/

Facebook: http://www.facebook.com/nilsonbatata

YouTube: http://www.youtube.com/nilsonbatata

 

20/03/2014 RITMOS AFRO-LATINOS

COM CÉSAR BRUNET E LUIS DESTRADES

QUARTAS | 19H

O objetivo da oficina é ensinar os alunos os aspectos técnicos dos instrumentos e seus ritmos, mostrando todas as possibilidades através da prática em conjunto.

Na oficina os alunos terão contato com ritmos latinos. Tais como: Mambo, Cha-Cha-Cha, Merengue, Son, Montuno, entre outros.

Instrumentos utilizados: Conga, Bongô, Timbales, Maraca, Claves, Batá e Xequerê.

CESINHA BRUNET (BRASIL)

Em 1980 iniciou seus estudos de percussão. O primeiro instrumento foi a tumbadora. Auto-didata. Escutava Mongo Santamaria, Tata Guines e Armando Peraza. Logo após em 1985, foi contratado pelo artista cantor e compositor Benito di Paula por quatro anos. Em 1991 com o Barão Vermelho, tocando ao lado do percussionista Peninha, por dois anos. Nessa época ingressou na Escola Villa-Lobos para estudar percussão erudita, onde conheceu o grande maestro da bateria e da percussão, Edgar da Rocca, conhecido como Bituca que foi seu professor. Entre 1992 e 1993, tocou com o músico guitarrista Pepeu Gomes. Em 1996 foi tocar na Itália, por dois meses, com o duo de violões Barbieri e Schneider. Em 1997 foi convidado para trabalhar com o Kid Abelha, viajando por todo o pais, no qual ficou por sete anos. Em 2001 participou junto ao Kid Abelha no Rock in Rio. Em 2001 participou do Projeto Aquários na Quinta da Boa Vista com o arranjador dos Beatles, George Martin. Participou do CD do contrabaixista Artur Maia. Tocou com o saxofonista Leo Gandelmann, com o trompetista Marcio Montarryos e com o trombonista Serginho trombone. Fez gravações com o violonista Jõao de Aquino, com Elsa Soares e também com Ángela Maria e Cauby Peixoto. Em 2008, na Alemanha com o guitarrista de rock Rod Matheus ao lado do baterista Gláucio Ayala do Engenheiros do Hawai. Entre 2009 e 2010 tocou com o cubano René Ferrer, sobrinho do Ferrer do Boa Vista Social Club. Nessa mesma época ministrou um curso de três dias de percussão na Faculdade de Maringá. Atualmente toca na banda SalsaKlave do panamenho Agustin Florez e na banda Gungala ao lado do percussionista Peninha do Barão Vermelho.

Vídeos relacionados:

Youtube: http://www.youtube.com/watch?v=Sswu4z_lPo4

LUÍS DESTRADES (CUBA)

Percussionista cubano pertencente à linhagem de batá da casa do lendário “Papo” Angarica.

Vídeos relacionados:

Youtube: http://www.youtube.com/watch?v=S6LzuUV83KA

 

20/03/2014 BATERIA DE ESCOLA DE SAMBA

COM MESTRE ODILON COSTA

EM BREVE NOVAS TURMAS

O objetivo do curso é proporcionar ao aluno uma imersão real no mundo das baterias de escola de samba.

A oficina fará a prática com os instrumentos clássicos de uma escola de samba (surdo de primeira, surdo de segunda, surdo de terceira, repique, caixa, tamborim, agogo, chocalho e cuíca) passando por levadas e bossas das principais escolas de samba do Rio de Janeiro.

MESTRE ODILON COSTA

Mestre Odilon Costa é simplesmente um dos maiores Mestres de Bateria de todos os tempos, dirigiu baterias como União da Ilha, Salgueiro, Beija-Flor e Grande Rio onde ganhou Estandarte de Ouro em 1999 e 2005.

 

20/03/2014 OFICINA DE PANDEIRO MODERNO

COM MARCO SUZANO

EM BREVE

Percussionista carioca, escutava rock na adolescência até ouvir o naipe de percussão de um bloco carnavalesco e ficar fascinado. Comprou diversos instrumentos, tocou surdo, cuíca, e fixou-se no pandeiro depois de assistir a um programa com Jorginho do Pandeiro, do conjunto Época de Ouro.

Fez faculdade de economia ao mesmo tempo em que freqüentava a casa de Hermeto Pascoal e Radamés Gnattali. Depois de formado, estudou ritmos africanos ao lado de um grupo com Paulo Moura, tocou com Zizi Possi, Água de Moringa, Marisa Monte, Zé Kéti, Gilberto Gil, Lenine e outros. Mais tarde desenvolveu técnicas para o instrumento, difundidas em cursos e workshops.

Em 1993 sua parceria com o músico pernambucano Lenine se transformou no elogiado disco “Olho de Peixe”, lançado pela gravadora Velas. Seu primeiro disco solo, “Sambatown”, é de 1996, e traz concepções inovadoras para o uso do pandeiro, intensificando a batida samba-funk e a utilização de sons mais graves. Em 2000 sai pela Trama o CD “Flash”, em que o músico envereda ainda mais pelos caminhos da eletrônica.

 

20/03/2014 OFICINA DE TAMBORIM

COM TADEU CAMPANY

QUARTAS 19H
DURAÇÃO 10 MESES
R$ 980,00 (10 X R$ 98,00 OU 10% DESCONTO À VISTA)

SOBRE O CURSO

O curso tem por objetivo proporcionar ao aluno o aprendizado e aprofundamento no estudo do tamborim. Todas as práticas serão desenvolvidas com base em arranjos das principais Escolas de Samba do Rio de Janeiro.

Será dividido em 3 etapas:

1ª – Estudo de técnica, notação e percepção rítmica aplicadas ao tamborim.

2ª – Exercícios de interdependência das mãos, frases, desenhos rítmicos, subidas e bossas.

3ª – Prática de arranjos para tamborim de grandes sambas dos carnavais de todos os tempos.

Para enriquecer o estudo, no decorrer do curso os alunos receberão por e-mail o material didático estudado dentro de sala de aula. São exercícios e arranjos em PDF e MP3.

 

20/03/2014 PANDEIRO REPIQUE DUO

COM GABRIEL POLICARPO E BERNARDO AGUIAR

EM BREVE

Pandeiro Repique Duo é o resultado do encontro destes instrumentos típicos da alma carioca, da percussão brasileira.

Bernardo Aguiar e Gabriel Policarpo colocam lado a lado o virtuosismo do pandeiro e do repique extrapolando suas origens regionais. O resultado é uma sonoridade sem limites.

Os dois jovens do Rio de Janeiro estiveram juntos no palco pela primeira vez em 2008 na 15ª edição do PercPan, um dos mais importantes festivais de percussão do mundo. Oficializaram o projeto Pandeiro Repique Duo em 2009, e a partir de então atuaram em diversos shows e workshops pelo Brasil e por países da África, Europa e América do Sul.

Lançado em 2012, o primeiro álbum do duo é um registro daquilo que eles vem fazendo nos palcos do Brasil e do mundo. Utilizando apenas pandeiros e repiques (combinados por vezes com suas vozes), o álbum conta ainda com um CD bônus com as participações especiais de Yamandú Costa, Nicolas Krassik, Carlos Malta, Marcos Suzano, Mestre Ciça e o cantor tanzaniano Ashimba.”

Bernardo e Gabriel estiveram desenvolvendo oficinas em diferentes festivais, projetos sociais, grupos musicais e escolas de música da América do Sul, África e Europa. The Juilliard School of Music (NY), The Philadelphia University of Arts, City University London, Kopenhagen Rytmisk Konservatorium, Aarhus Royal Academy of Music, Dhow Countries Music Academy Zanzibar são algumas universidades por onde o PRD já passou ensinando na prática a concepção musical desenvolvida no duo, as muitas possibilidades de seus instrumentos e a maneira que desenvolvem as suas composições.

WORKSHOP

Bernardo e Gabriel realizam oficinas em que demonstram a concepção musical desenvolvida no duo, apresentando as muitas possibilidades de seus instrumentos e a maneira que desenvolvem as suas composições.

Bernardo mostra que o pandeiro é uma bateria de bolso e que com esse instrumento se pode tocar qualquer ritmo que se tenha vontade. Gabriel apresenta a nova linguagem que vem sido desenvolvida no mundo do samba mas também mostra muitas possibilidades musicais do instrumento.

BERNARDO AGUIAR

Bernardo Aguiar toca pandeiro no duo.

É percussionista carioca, um dos integrante do grupo Pife Muderno, liderado pelo escultor do vento Carlos Malta.

Acostumado a transitar pelos mais diversos gêneros da música brasileira e mundial, o pandeirista vêm atuando em projetos diversos como o disco introspectivo “Casa de Villa” do genial compositor Guinga e em dvd, shows e cds do famoso e explosivo grupo O Rappa.

Bernardo nasceu em 1984 no Rio de Janeiro e rapidamente se interessou pelo universo do samba, freqüentando desde bem novo a bateria da Escola de Samba Unidos do Santa Marta. No ano de 1997, ainda com 13 anos, iniciou oficialmente a sua carreira profissional ao ingressar na orquestra de pandeiros Pandemonium, grupo que o levou a tocar com cantores como João Nogueira, Elza Soares, Nelson Sargento e Wilson Moreira. Também foi através do Pandemonium que Bernardo teve contato com alguns de seus mestres da percussão: Naná Vasconcelos, Carlos Negreiros, Robertinho Silva e Marcos Suzano.

A partir dos 17 anos até os dias de hoje, vêm colaborando com diversos músicos do cenário da música instrumental brasileira, incluindo o grupo Pife Muderno, Yamandú Costa, Hamilton de Holanda, Jaques Morelenbaum e Zé Paulo Becker, nomes que o fizeram circular pelo Brasil e pelo mundo levando e ensinando a sua arte.

GABRIEL POLICARPO

Gabriel Policarpo toca repique no duo.

É percussionista carioca, primeiro repique da Escola de Samba GRES Viradouro e idealizador do grupo de percussão Batuquebato.

Referência como solista no mundo do samba, Policarpo é um mestre dos ritmos aplicados aos instrumentos de bateria de Escola de Samba tendo desenvolvido seu próprio método de ensino chamado “Bossa da Mão”, método este que aplica nas muitas oficinas que dá pelo Brasil e pelo mundo. Sua proposta didática se aplica nas aulas e na preparação de alunos que se apresentam em importantes eventos culturais e desfiles na cidade do Rio de Janeiro e Niterói.

Gabriel nasceu no ano de 1984 e aos 13 anos de idade começou a tocar na Escola de Samba Viradouro. Em apenas dois anos de Viradouro, assumiu o lugar de primeiro repique da bateria e iniciou seus estudos musicais e pesquisas sobre ritmos. Em função do seu talento o músico já tocou com grandes nomes da música Brasileira e se apresentou no palco mundo do Rock in Rio 3 para um público de mais de 200 mil pessoas a convite da banda Guns n’ Roses.

Site: www.pandeirorepiqueduo.com.br

Vídeo: http://vimeo.com/54026968

Vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=rc2PC1IhK-s

Vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=E064M75gQTs

 

20/03/2014 TANTAN, PANDEIRO DE NYLON E TAMBORIM

COM MARCOS ESGULEBA

EM BREVE

Tantan, Pandeiro de nylon e Tamborim de forma simples e didática para iniciantes e iniciados. Técnica, postura, dinâmica e levadas.

MARCOS ESGULEBA

Marcos Esguleba tem trabalhado extensivamente como ritmista para muitos dos artistas mais famosos do Brasil, é um músico muito requisitado para shows, gravações de CDs e DVDs.

Atualmente integra a banda de Zeca Pagodinho, Paulinho da Viola, Teresa Cristina, Grupo Semente, Pagode Jazz Sardinha Clube e é baluarte da Bateria da Unidos da Tijuca.

Além desses, trabalhou com: Agepê, Alcione, Almir Guineto, Arlindo Cruz, Benito de Paula, Beth Carvalho, Caetano Veloso, Chico Buarque de Holanda, Daniela Mercury, Dudu Nobre, Elza Soares, Fundo de Quintal, Gilberto Gil, Ivan Lins, Jair Rodrigues, João Bosco, João Nogueira, Luiz Américo, Luiz Ayrão, Lulu Santos, Maria Bethânia, Martinho da Vila, Nana Caymmi e família Caymmi, Reinaldo “Príncipe do Pagode”, Roberto Carlos, Roberto Ribeiro, Sérgio Mendes e muitos outros.

 

09/12/2013 Percussão Maré | ALAGADOS

Video clip dirigido por Elir Hombre e Guto Goffi, um registro da Oficina de Percussão na Maré, que acontece na comunidade da Maré, especificamente na Vila do João, na Ação Comunitária. A escola de música Maracatu Brasil faz a coordenação pedagógica do projeto e aplicou no ano de 2014 sua apostila l em que traz os ritmos brasileiros como protagonista para o ensino musical. Baqueteamento e leitura rítmica aliadas a um repertório popular em que o samba, funk, baião, maracatu, ijexá e Maculelê vão suingando os arranjos e são os condutores rítmicos de musicas como Alagados de Herbert Vianna, que gravou pela primeira vez a canção no inicio dos 90 com a sua banda Os Paralamas do Sucesso.

A comunidade da Maré tem na maioria de seus habitantes, cariocas, nordestinos e angolanos que são quase 3.000 morando na favela. Por isso o ritmo entrou tão naturalmente na vida das pessoas. Em nossa versão de Alagados, são usados, tamborim, caixa, repinique, surdo, chocalhos, guitarra, baixo e voz.
Esse trabalho social nos dignifica e nos faz crer nesse modelo incrível de oficina para o aprendizado musical. A equipe de professores da Maré é composta por Laudir de Oliveira percussionista de Sergio Mendes e Chicago, Guto Goffi do Barão Vermelho, Oscar Bolão que é baterista consagrado e professor da Escola Portátil de Chôro, John Grant que é americano e um dos grandes da percussão rudimentar mundial e César Brunet percussionista de forte latinidade. As guitarras e o baixo são executados por Elir. A Oficina de Percussão da Maré tem a supervisão de André Goffi e a
coordenação geral de Abel Duerê.

Créditos:
Video clip by Mutante Produções
Assistente de Direção Bia Bergallo
Cameras by Bia Bergallo e Elir Hombre.
Áudio by Cabeça de lâmpada
Mixagem Luciano Lopes.
Produção musical Maracatu Brasil.

saiba +
https://www.facebook.com/percussao.mare

 

08/12/2013 TÉCNICA VOCAL NA MPB (SAMBA)

COM TADEU MATHIAS

QUARTAS 20H30 (Nova Turma)
DURAÇÃO 3 MESES (OUTUBRO/NOVEMBRO/DEZEMBRO)
R$ 150,00 MENSAL ou  R$450,00 À VISTA

Muitas vezes quando cantamos desconhecemos o nosso verdadeiro potencial vocal. Todos podemos desenvolvê-lo através de um trabalho adequado.

OBJETIVOS DO CURSO:

– Propiciar conhecimentos específicos sobre a emissão da voz cantada;

– Aplicar esses conhecimentos na prática do canto;

– Aprimorar a musicalidade de cada participante, de acordo com suas características individuais.

METODOLOGIA:

Execução de exercícios que desenvolvem a musicalidade e a ressonância vocal, utilizando sempre um repertório da melhor estirpe da MPB. Teremos 12 encontros onde treinaremos 12 canções de ELBA RAMALHO E ALCEU VALENÇA para apresentação final.

CONTEÚDO:

Exercícios com escalas musicais-vocalizes em que trabalharemos o fortalecimento do músculo vocal, rítmo, afinação, emissão, direção e foco da voz, ressonância, respiração e apoio respiratório, vibratos, fraseado, voz plena e meia-voz e todos os requisitos que formam um bom cantor.

Saúde vocal do cantor: Abordaremos a importância do comportamento adequado à preservação da própria voz.

PÚBLICO ALVO:

Qualquer pessoa interessada em conhecer e aprimorar o potencial da sua voz, cantando MPB da melhor qualidade.

TADEU MATHIAS

É cantor, treinador vocal, compositor, tem obras cantadas por Elba Ramalho, Claudia Raia, Mario Frias, Angélica, Rosemary, etc. Ministrou aulas no Conservatório Brasileiro de Música e na Escola Iatec. Atende particularmente a alunos iniciantes e profissionais. Preparador vocal para CDs, DVDs de artistas como: Tania Mara, Geraldo Azevedo, Lovie Elizabeth, Elba Ramalho, Nívea Stelman, Banda Ls Jack, Banda Yahoo e Lana Rhodes, dentre outros.

SAIBA MAIS: Site do Artista

Dia / Horário: 4a 20:30h

Duração: 3 meses (Outubro, Novembro e Dezembro)

Mensalidade: R$ 150,00

Matrícula: R$ 50,00

Curso completo: R$ 450,00 (3x cheque, 3x cartão ou à vista) isento de taxa de matrícula

 

 

08/12/2013 Hino Nacional Brasileiro – Versão Batuqueiros

Vídeo produzido pela Maracatu Brasil, do Hino Nacional Brasileiro em versão de Batucada!

Acordeom: Chico Chagas
Agogô: Durval Pereira Durval Pereira, Marcos Esguleba, Ney Oxosse, Ogan Bangbala, Reppolho Percussao e Tony Boy.
Alfaia: Bruno Abreu de Almeida, Francisco Luna da Rocha, Leo Araripe e Didac Tiago.
Atabaques: Leonardo Santos, Ney Santos e Zeca Macapá.
Baquetas: John Grant
Batá: Fernando Leobons e Luis Destrade Despaigne
Berimbau: Leo Leobons e Robertinho Silva
Caixa: Chicote, Claudio Diegues, Guto Goffi, Oscar Bolão, Peninha Percussão e Wilson das Neves.
Conga: Fabricio Reis e Joás Santos
Cuíca: Bcdacuica Cuica e Laudir de Oliveira
Esteira: Orlando Costa
Frigideira: Robertinho Silva
Ganzá: Durval Pereira e Sérgio Conforti
Gonguê: Adriano Sampaio
Ilú: Edwin de Olinda
Palmas: Cesar Brunet, Guto Goffi, Laudir de Oliveira, Peninha, Reppolho e Robertinho Silva
Pandeiro: Bernardo Aguiar, Clarice Magalhães, Durval Pereira, Fabiano Salek Leite, Marcos Suzano e Tadeu Campany.
Pífano: Carlos Malta
Pratos: Plínio Araújo
Reco-reco: Daniel Félix
Repique: Gabriel Policarpo, Maninho Costa, Mestre Odilon Costa e César Brunet.
Rocar: AndrÈ Rios, Antônio Ziviani e Leonardo Mesquita.
Sabá: Alexandre Garnizé
Tama: Orlando Costa
Tamborim: Bruno Brandão Magalhães, Daniel Félix, Guto Goffi, Joãozinho Soares, Oscar Bolão e Peninha.
Tan-tan: Marcos Esguleba
Tarol: Macaco Branco
Timbal: Bóka Reis
Triângulo: Durval Pereira
Surdo: Guto Goffi, Joãozinho Soares, Jorge Amorim e Peninha
Violão: Lula Washington e João de Aquino.
Zabumba: Durval Pereira e Reppolho
Xequerê: Thiago Magalhães

Produção Musical: Maracatu Brasil
Arranjo: Guto Goffi e Peninha
Produção de Vídeo: Mutante Produções
Técnico: Luciano Lopes
Mixagem: Rodrigo Lopes
Estúdio de gravação: Cabeça de Lâmpada
Estúdio Mixagem: Dubrou

 

08/12/2013 DiscoZeca

DISCOZECA SEXTA 22| 19H | PÁTIO MARACATU BRASIL

DiscoZeca: Noite de música negra e Celebração na Maracatu Brasil
Comemoração do aniversário das LENDAS da Bateria Brasileira, Robertinho Silva que faz 75 anos e Wilson Meirelles que aos 70 nos brindará com um showzaço com seu trio e seus convidados numa grande Jam Session e o show da Banda Cabeça de Nego!
Data: 03 de Junho de 2016
Cronograma:
Pátio 19h – DJ Ricardsom (Ricardo De Carvalho) com o melhor em vinil do Rock´n Roll
Estúdio Show:
Show 21h – Banda Cabeça de Nego (Reggae, Soul, funk e Música brasileira)
Show 23h – Wilson Meireles Trio
Estúdio Boate:
21h30, 22h30 e 23h30 – DJ Andre Pinguim com o melhor do Funk, soul e 80´s

+ informações:
Entrada: Franca
Endereço: Rua Ipiranga, 49 | Laranjeiras

DiscoZeca é uma homenagem ao grande produtor musical do Barão Vermelho e Cazuza, jornalista e crítico de música Ezequiel Neves, que em vida doou seu acervo de disco para Guto Goffi e agora para todos nós que curtimos a DiscoZeca.

+ informações:
Entrada: 0800
Endereço: Rua Ipiranga, 49 | Laranjeiras

DiscoZeca é uma homenagem ao grande produtor musical, jornalista e crítico de música Ezequiel Neves, que em vida doou seu acervo de disco para Guto Goffi e agora para todos nós que curtimos a DiscoZeca.

 

 

Loja

Mais Novidades

 

Instrumentos musicais novos e usados
funcionamento de 11h às 20h

Maracatu Brasil
Rua Ipiranga 49, Laranjeiras
Rio de Janeiro
(21) 2557-4754

Cadastre-se para receber as novidades da Maracatu Brasil por email

Nome:

E-mail: